SOLIDÃO


4A solidão é profunda sensação de vazio e isolamento. O sentimento vai além da natureza física das coisas e permeia a perda de algo importante na vida. Perder a juventude, a mobilidade, a memória são situações que levam o idoso para um profundo sentimento de solidão e isolamento social. Essa descoberta e vivência é solitária e por isso muitos tentam evitá­-la.

Estudos confirmam que a partir dos 65 anos de idade, em torno de 40% desta população passa mais de 8 horas por dia sem companhia, em alguns casos sem ninguém que cuide sobretudo em situações de dependência ou falta de autonomia. É de referir que em situações como estas, a solidão chega a ser assustadora. Estas condições aumentam os problemas psicológicos, como a tristeza profunda, os sinais de depressão, a ansiedade, irritação, pessimismo, baixa estima, hostilidade e nervosismo. Além do sofrimento, que é mais sentido pelos idosos, bem como as dores agudas, como a angústia que traz deficit na qualidade das relações sociais.

A dor da solidão, também, produz alterações significativas no organismo e equivalentes ao envelhecimento natural, atrelado ao risco aumentado de doenças cardíacas. Alterações cardíacas são parte do processo natural de envelhecer, mas a solidão acelera o aparecimento de quadros de infarto, com complicações que podem levar ao óbito. Existe, ainda, a elevação da pressão arterial, maior reatividade cardiovascular ao estresse e tempos maiores de recuperação cardiovascular. Essa recuperação é tão lenificada, devido a solidão, que os padrões não são retomados aos níveis anteriores. A imunidade é reduzida, e a entrada para bactérias e vírus é facilitada, tendo repetidos quadros de gripe, pro exemplo. O padrão de sono sofre alteração e as horas de descanso são poucas e a qualidade dessas horas é baixa. Outra alteração é a constante sensação de cansaço físico e mental. Além da memória que sofre um declínio e a capacidade de assimilar informações se torna mais curta e menor.

Entendesse que o convívio com o outro é uma necessidade básica do ser humano e que não tê-la saciada poderá desencadear e agravar problemas de saúde.

A sociedade atual faz com que as famílias tenham horários de trabalho estendido, compromissos a serem cumpridos e muitas tarefas que podem impedir a presença junto a um idoso. Para suprir essa, esperada e compreendida, ausência, que os cuidadores da Home Angels são orientados. Sabemos que com a presença do nosso cuidador, o idoso terá o índice de mortalidade, devido a solidão, diminuído. O atendimento prestado a partir de 08hs diárias fará com que os aspectos fisiológico, psicológico, emocionais e sociais altamente impactados pela solidão sofram declínio em um breve espaço de tempo. O assistido  terá acompanhamento nas atividades do cotidiano, aquelas que apresenta dificuldades em realizar de maneira independente. Terá a companhia de um cuidador orientado na melhor forma de auxiliar e garantir segurança nas atividades desempenhadas. Com a presença do cuidador o assistido  poderá manter ou retomar sua vida, realizando o que lhe traz prazer e satisfação.

Os cuidados oferecidos focam ajuda para as atividades diárias da vida. Esses desafios podem receber um grande alivio quando acompanhados por alguém preparado e comprometido em ajudar:

– Lembrança da medicação

– Acompanhamento à consulta medica

– Alimentação

– Compras

– Socialização

– Banho

– Vestir-se

– Assistência à locomoção

– Encorajamento

– Prevenção de acidentes

– Auxilio para tarefas pessoais e profissionais

– Companhia

– Informação à familiares.