RECUPERAÇÃO DE SAÚDE


14A Organização Mundial da Saúde (OMS) define saúde como o estado de completo bem-estar físico, mental e social e não simplesmente a ausência de doença ou enfermidade. Assumindo esse conceito, nenhum ser humano (ou população) será totalmente saudável ou totalmente doente. Ao longo de sua existência, viverá condições de saúde/doença, de acordo com suas potencialidades, suas condições de vida e sua interação com elas.
Diante do desequilíbrio das esferas envolvidas no processo de saúde é necessário restabelecê-las para que o indivíduo retome suas ocupações. Entretanto, quando esse processo se torna mais lento do que o esperado surge à necessidade de um cuidador para um acompanhamento próximo.
Visando atenuar a sobrecarga para a família, advinda do adoecimento, é que surge o cuidador formal. Trata-se de um profissional especializado em cuidar de pessoas no que tange a reestabelecer a saúde e a retomada de uma vida cotidiana satisfatória.
Esse profissional está à disposição do assistido para auxilia-lo na realização das atividades pré-estabelecidas, sendo o foco preservar as funções já existentes e estimular as deficitárias. Desse modo, o cuidador fará para o assistido apenas o que o mesmo não consegue realizar, incitando-o a realizar atividades condizentes com sua capacidade atual.