DIABÉTICOS


O Diabetes Mellitus13 é uma doença que não tem cura, mas pode ser controlada. Aparece quando a insulina (hormônio responsável pelo transporte de glicose) para de ser produzida ou é produzida em peque
nas quantidades pelo pâncreas. Com isso, há um aumento de açúcar (glicose) no sangue.

– Tipo 1: ocorre quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. Sem a produção de insulina, o organismo não consegue absorver a glicose do sangue, as células ficam sem energia (sem a glicose). Os pacientes precisam injetar insulina para compor sua falta no organismo.

– Tipo 2: nesse caso a insulina é produzida, mas as células são incapazes de aproveitar a insulina. Geralmente se desenvolve em pessoas acima dos 40 anos e a ocorrência aumenta com o avanço da idade e em pessoas obesas.

– Gestacional – ocorre durante a gravidez e, na maior parte dos casos, é provocado pelo aumento excessivo de peso da mãe.

– Associada a outras patologias como as pancreatites alcoólicas e uso de certos medicamentos.

A maioria, próximo a 90% das pessoas que tem diabetes, é do tipo 2, pouco sintomática podendo passar despercebida e retardar portanto o diagnostico o tratamento e favorecer a ocorrência de complicações. A presença de uma ou mais das seguintes condições sugerem a possibilidade da presença de diabetes:

Além de obesidade, falta de atividade física regular, hipertensão, níveis altos de colesterol e triglicérides e estresse emocional.

Os principais sintomas incluem aumento do apetite, alterações visuais, urinar excessivamente, sede excessiva, perda de peso, cansaço.

As pessoas que tem o diagnóstico de Diabetes possui uma rotina regular, com alimentações corretas, bem como ingesta de água. São indivíduos que, muitas vezes, precisam fazer o teste de glicemia nos mais variados momentos. Um idoso com Diabetes e má alimentação pode apresentar quadros graves de coma e até óbito.
tem profissionais qualificados para atender pessoas com Diabetes. São profissionais que tem experiência em medir os níveis de glicemia, em manter as rotinas rigorosas de alimentação, bem como preparar refeições balanceadas, de acordo com orientação nutricional, e assim garantir qualidade de vida e bem estar aos assistidos